TV Assembleia

Inicial | Notícias | Programação Diária | Fale Conosco
12-03-18 09:41

Piauí comemora 195º aniversário da Batalha do Jenipapo nesta terça (13)

A programação inicia às 12h, com Missa em Ação de Graças, na Catedral de Santo Antônio, em Campo Maior. Às 14h, será realizado Culto em Ação de Graças na Igreja Batista de Campo Maior, rua Siqueira Campos, centro.

O Governo do Estado do Piauí, em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Maior, realiza, na próxima terça-feira (13), atividades alusivas ao 195º aniversário da Batalha do Jenipapo. A programação inicia às 12h, com Missa em Ação de Graças, na Catedral de Santo Antônio, em Campo Maior. Às 14h, será realizado Culto em Ação de Graças na Igreja Batista de Campo Maior, rua Siqueira Campos, centro.

Às 15h30 haverá solenidade Cívico Militar com desfile. Em seguida, será a apresentação da peça teatral "A Batalha do Jenipapo".

A programação será encerrada com a outorga da Ordem Estadual Mérito Renascença do Piauí, feita pelo Governo do Estado, e a outorga da Medalha “Heróis do Jenipapo”, uma iniciativa da prefeitura do município.

Confira a lista dos homenageados com o Mérito Renascença e Heróis do Jenipapo


Resumo da Batalha

Batalha do Jenipapo foi um confronto entre partidários da independência brasileira e a resistência portuguesa, que procurava evitá-la, ocorrida no dia 13 de março de 1823, às margens do riacho de mesmo nome, localizado na região do atual município de Campo Maior, na província do Piauí. Ela é considerada fundamental no processo de independência e consolidação do território brasileiro.

Fidié

Fidié

Além da população do Piauí, maranhenses e cearenses participaram do levante popular contra as tropas lideradas pelo Major João José da Cunha Fidié, que desejavam manter a região sob domínio lusitano e sufocar os movimentos de independência. O embate pode ser visto como um dos momentos chave da adesão da província piauiense ao processo emancipatório brasileiro.


Com o retorno de D. João VI a Portugal, a independência foi oficialmente proclamada a 7 de setembro de 1822, pelo príncipe regente Dom Pedro I em São Paulo, às margens do rio Ipiranga, no entanto,o gesto não representou a integração de todas as províncias do país.


Com a intenção de impedir o crescimento das idéias separatistas, o governo português enviara desde 1821 para o Piauí o veterano das guerras napoleônicas, major Fidié. A intenção era manter a província ligada a Portugal e estabelecer com o Maranhão e Grão-Pará uma área de domínio lusitano.


Após a declaração da independência do Piauí feita a 19 de Outubro de 1822, em Parnaíba, o comandante português reúne suas tropas e parte de Oeiras em direção à Parnaíba, a 13 de novembro, para combater os emancipacionistas liderados por Francisco Inácio da Costa, José Francisco de Miranda Osório, José Marques Freire, Luís de Sousa Fortes Bustamante Sá e Menezes, Simplício José da Silva, Luis Rodrigues Chaves, João da Costa Alecrim, José Antônio da Costa Cardoso e Alexandre Nery Pereira Nereu.


Fidié chega a Campo Maior e, no dia 13 de março de 1823, pela manhã, onde tem início a batalha entre suas tropas bem armadas e experientes e brasileiros sem treinamento militar, utilizando paus, pedras e outros materiais de pouco poder ofensivo. Devido a superioridade bélica, o que se viu à beira do Jenipapo foi um massacre. Mesmo com a derrota do movimento popular, a Batalha do Jenipapo tornou-se decisiva para afastar o major João José da Cunha Fidié do Piauí e consolidar a independência e a unidade territorial do Brasil. Enfraquecidas, as tropas fiéis à coroa seguiram para Caxias, no Maranhão, onde foram derrotadas por piauienses, maranhenses e cearenses, a 31 de julho de 1831.


A Batalha do Jenipapo é um capítulo fundamental no processo de consolidação do território nacional e a data do acontecimento passou a ser estampada, a partir de 2005, após aprovação da Assembléia Legislativa do Piauí, na bandeira do estado.


Fontes:
http://culturadopiaui.vilabol.uol.com.br/batjenip.htm
http://www.emdianews.com.br/noticias/batalha-do-jenipapo-consolidou-a-unidade-territorial-do-brasil-10173.asp
CARVALHO Júnior, Antônio Alves. Batalha do Jenipapo: uma modelagem em realidade virtual. Acessado em: http://www.liber.ufpe.br/teses/arquivo/20031003141308.pdf 17/12/2009
PIRES, Lionir Delfina.  O reflexo dos movimentos separatistas no parlamento: o caso da guerra do Jenipapo. acessado em: http://apache.camara.gov.br/portal/arquivos/Camara/internet/posgraduacao/Lionir%20Delfina%20Pires%20-%20projeto%20curso%20IP%203%C2%AA%20ed.pdf  17/12/2009


Edição Site TV Assembleia PI
Fonte: CCom/Artigo de Rodrigo Batista
Imagem: Conversa de Feira



mais noticias




R. Desembargador Mota, Sem Número - Monte Castelo - Teresina/PI (86) 3326 2300 e (86) 3326 2301
Copyright © 2013 - Assembleia Legislativa do Piauí